ainda

Disseram-lhes, “quem sois?” e eles começaram a caminhar.
Não se interrogaram inquietaram-se apenas, mas depressa o cheiro a maresia e o silêncio do entardecer os sossegou.



Na ausência de estrelas voaram pássaros e os bens que transportavam eram escassos, como imensa a solidão dos atalhos e o tumulto das vozes que cantavam.



Procuraram abrigo entre os pinheirais, mas a resina colou-se-lhes ao peito e as agulhas, finas, incapazes de tecer um casaquinho de lã.
A ave de asas cor de beringela assobiou na noite escura e pousou serena onde o lume se acendia.
Os reis cansados de coroas, sentaram-se no chão e dividiram por cinco o bolo e as frutas e por trezentos e trinta e cinco, aquilo que sabiam. Dos mantos, fizeram cortinas e a mulher perguntou “ainda faltará muito?”
Ainda.


desenhos de mb

24 comentários:

JBártolo disse...

Olá Manuela
Boa noite. Lindo.
Beijinhos

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


... e quanto faltará ao muito que ainda falta ... na beleza do que escreves?


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 14 de Dezembro de 2010

. intemporal . disse...

.

. falta pouco ou quase nada... .

.

. beringela é a espera singela .

.

. e desta janela, sempre com mar ao fundo, o mundo é cada vez mais uma tela .

.

. manuela . elo.de.ela .

.

. moldura de ouro nunca de entre.tela .

.

. simples.mente,,, adoro.A .

.

. íssimo feliz .

.

Maria João disse...

Manuela

ainda...

me vou sentar ao pé dos reis cansados das coroas e olhar para a resina a colar-me nos dedos.

ainda...
vou pôr mais lenha a arder, que as noites estão frias.

as estrelas ausentes, brilharão ainda...


É emocionante. Até doí no peito, de tão belo!

Um abraço apertado

Manuela Freitas disse...

Quanta imaginação!...
Ainda faltam uns dias, mas vão lá chegar!...
Entre a partida e a chegada, eu prefiro o trajecto!
Beijos,
Manuela

Graça Pires disse...

Se o cheiro da maresia e o silêncio do entardecer os sossega. Se na ausência das estrelas voaram pássaros, então as mãos que partilham serão mais belos sinais da terra...
Um texto excepcional, Manuela. As imagens também.
Um grande beijo.

Dulce AC disse...

“quem sois?”

Por Deus...sois vós..!! Entrai entrai...!!

E a Manuela uma vez mais entrou nos nossos corações com palavras belíssimas e neste tempo tão próprio em que ainda queremos mais de Si e do que sempre nos dá...que é também e sempre um alento...

Muitos beijinhos e um dia muito Feliz..!

dulce

Pimpinela Chinela disse...

Olá Manela,

ainda a montanha de malha castanha e o acobreado mel de erva doce se misturam no cheiro das águas claras em castelo no !nfinito azul…

alto relevo de uma pintura com a boca…

Uns fios de sol clandestino nas nuvens desfolhadas nas cores das asas viajantes de aves singulares …



Rara beleza
dos cardeais rubros e dóceis Araras de plumagem esmeralda, Flamingos s a l m ã o ao pé coxinho olham atentos a cauda das aves-do-paraíso… longo manto de penas para vestido de princesa um e chapéu do ®ei…

… véus delicados para acabar o que ainda falta…
domingo á tarde no fim do lanche…



Mto B ELO como sempre…

!
M
E
N
S
O

beijinho

BRANCAMAR disse...

Muito emocionante este caminhar até um destino de LUZ.

Beijos e muita Luz para estes dias e para todos os outros.

Branca

Fragmentos Betty Martins disse...

.________querida Manuela






[...]



hoje


.nada

.nada.mesmo________acrescento:)


porque acrescentar_________é enriquecer! (no meu registo)


.___________e toda a riqueza já a Manuela deu a este texto maravilhoso.precioso!


...

"ainda"_______os desenhos.belos




______________///






beijO_______ternO

walter disse...

- Pastor, estou meio perdido, sou um humilde tecelão e teci um manto para o Menino... ando à procura do caminho mas não o encontro. O ano passado colocaram-me já para lá dos montes, este ano esqueceram-se de mim, e eu tive que saltar sózinho da caixa de papelão.
Estou cansado, foram muitos dias a caminhar, perdi o tino e já não sei se o chão que piso é de pinho ou de musgo... agora que te vejo, pergunto-te se já estou no presépio...estou pastor?

- Ah ah ah ah... fazes-me rir pobre tecelão! Não vês que estás ainda em cima da mesa da sala de jantar? Estás mesmo na berma... se deres mais um passo, quebras-te todo no chão de pinho e era uma vez um tecelão... ah ah ah ah...
Eu ajudo-te a descer pobre tecelão...com o meu cajado faço uma ponte e tu com o manto do Menino teces uma corda, numa das pontas fazes um laço que enfias no cajado, na outra ponta penduras-te tu, e é só deslizares... mas vem de olhos fechados que as alturas metem respeito, que eu cá em baixo te agarro... vá lá coragem!

- então cá vou eu...! yupeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee...ah ah ah ah... já estou no presépio... lá lá lá lá...

- Eh rapaz! deixa lá as cantorias para quando chegarmos... temos que nos apressar, os outros já lá devem estar a chegar, estamos muito cá para trás, mesmo no início do presépio e olha que ainda temos de passar o rio a nado, este ano não temos ponte, o tosco quebrou-a, malvado gato...logo num ano de crise, e o meu cajado não nos servirá de nada, o rio é largo que se farta...
olha olha! vai andado... já te apanho... também se esqueceram da lavadeira, está ali em cima de uma cadeira a gritar que nem uma louca...

- Mas ó pastor, ainda faltará muito?

- Ainda. Mas que chato!



Manuela,
Que ninguém se esqueça de ninguém!

Um beijo

Walter

Linda Simões disse...

E tome lá um beijinho

de saudade

de afeto


Linda Simões

Virgínia do Carmo disse...

Hoje só me apetece dizer, como diz por vezes um poeta que tanto admiro: "tudo muito belo"...
(Já o disse noutro lugar, peço desculpa por me repetir...)

Sincero abraço

Naty e Carlos disse...

"Se chovesse felicidade, eu lhe desejaria uma tempestade. Feliz Natal e um Prospero Ano Novo repleto de saude paz amor na companhia de todos os que vos são queridos.
São os nossos maiores desejos.
Bjs com carinho

Pimpinela Chinela disse...

Olá Manela,

é frio mesmo...
temos de nos chegar ao lume ou deitar cedo...
até com os pompons ao rubro gelam as pontas dos dedos...

beijinhossssssssssssssssss

alegria de viver disse...

Olá querida amiga

Ainda que eu tente escrever algo, nunca será o bastante para comentar tão belo escrito.

Os desenhos estão lindos.

Com muito carinho BJS.

. intemporal . disse...

.

. e "ainda" não é desta . :( .criatura ! .

.

. mas,,, vou passando... porque quero ver.TE .

.

. :) .

.

. um bom.fim.de.semana .

.

. e por ora a alma é a única que habita a raiz da casa .

.

. que eleva tanto sonho sobre o alicerce que a sustenta .

.

. toca a aproveitar . :) .

.

. íssimo feliz .

.

manuela baptista disse...

criatura

é uma galinha :)))))))

ou uma vizinha?

ou...

ainda não é Natal???

um beijo

manuela

AC disse...

Manuela,
Embora, tal como os reis, tivesse chegado atrasado, eu não sou mago. Mas sou admirador confesso dos cenários que desenha e da vida que lhes imprime. Quando se navega consigo a magia é possível, mas uma magia consistente. Aquela que queríamos para os nossos dias...

Beijo :)

© Piedade Araújo Sol disse...

um texto com cheiro de maresia e com uma maneira inovadora de lembrar o natal...

gostei como sempre gosto...

bom fim de semana...

beij

f@ disse...

Olá Manela,
Sois o sol e o sal que derrete o gelo…
O SOL aberto ao lado das ondas que salpicam
suave mente as penas das aves

Festival de raios de vida a desabrochar entre as folhas
Não falta nada para ser flor…

Imenso beijinho

Por toda minha Vida disse...

Um Natal de muita Paz e um ano novo repleto de realizações.
Que as luzes que enfeitam esta data iluminem sua vida o ano de 2011 inteiro.

Feliz Natal e Próspero Ano Novo.

Renata

manuela baptista disse...

agradeço a todos!

um abraço e já é Natal!

manuela

Duarte disse...

Na fé e esperança, o consolo.

Um grande abraço