quando os corações enfraquecem


o dia era verde


o ar não tinha a condição do cheiro a chuva pois condicionado está aquele que respira mas não deixa respirar



há sempre uma mudança de maré um equinócio desfasado no tempo ainda é verão e já não é



e a tristeza é uma pétala num coração cansado uma gota de água que perdeu o caminho de casa



um pássaro sem asas e mais nada

-

corajoso é aquele que se cala e não agita nem o mar

-
fotos de mb

6 comentários:

BRANCAMAR disse...

:))))))))))))))

Beijinhos

manuela baptista disse...

obrigada a...

Branca!

manuela

AC disse...

Depois do riso da Brancamar, armo-me em corajoso e não agito a caixa de comentários. :)

Beijo ;)

. intemporal . disse...

.

. "o dia era verde" .

.

. assim como "verde" era o sapo .

.

. de.pois,,, de.pois veio a presuntiva princesa,,, alta e espadaúda,,, e beijou.O .

.

. e ele,,, ele ergueu.se e sorriu .

. :) .

. e pros.seguiu rumando ao lugar de todos os en.canta.mentos .

. sempre a oriente .

.

. um .

.

. dois .

.

. três .

.

. beijos felizes .

.

. paulo .

.

alegria de viver disse...

Querida

Era um dia lindo e isso basta.

Com muito carinho BJS.

manuela baptista disse...

agora é que a Rufina me desconcertou toda!

linda! com a sua alegria de viver

e AC

pode agitar os comentários que eu não me zango

e

a presuntiva princesa

conta ao paulo

um
dois
três

felizes reis do Oriente!

obrigada a todos

e um abraço

Manuela