retrato de senhora enquanto peixe

Os pés não chegavam ao chão e ficavam ali a baloiçar para a frente e para trás, outras vezes batiam naquela espécie de caixote de madeira e o senhor dizia "está quieta!" ou "não consegues estar quieta?" e ela pensava "não!" mas fazia um esforço e de tanta força que fazia, caí-lhe um sapato e assustava-se, mas o senhor ria-se e ela dizia "Paco?" e conversavam os dois, sem pressa de ter a franja no lugar, a cara ligeiramente de lado, os joelhos unidos, os olhos a rir e a boca a sorrir.
Paco era espanhol, mas ela entendia tudo o que ele falava e ele ensinava-lhe como é que as lentes funcionavam e o flash e a aura que ficava depois do disparo, o arco-íris de cores a piscar na parede branca e mostrava-lhe os álbuns de fotografias, tantos! com tantos meninos sempre a sorrir e senhoras quietas, tão quietas, o olhar perdido quem sabe onde, senhoras antigas do tempo em que os cabelos não se despenteavam, em que os sorrisos eram discretos, calados, aquietados como as senhoras quietas.
Paco sabia as histórias dessas senhoras, às vezes tristes outras tão breves como as suas breves vidas e inventava-lhe outras histórias de quando ele andava na guerra e acreditava que um dia os homens seriam todos iguais e ela imaginava o estranho que seria, ser igual àqueles meninos sempre a sorrir, de sapatinhos de laço, pés juntos e a mão pousada sobre o joelho direito.
E para estar assim quieta e não tremer, ela imaginava que era um peixe no fundo do mar, um peixe de muitas cores que ficam imóveis durante tanto tempo e não piscam os olhos porque não têm pestanas e não mexem um milímetro das barbatanas apesar das correntes, apesar das anémonas e das lulas gigantes, dos tubarões e das baleias brancas.
Ela dizia "O meu pai tinha uma máquina Kodak e não precisávamos de estar assim sentadas num banco..."
Paco fingia que não ouvia, enfiava a cabeça numa enorme manga preta e disparava. O arco-íris tinha a cor dos peixes do mar e ela sabia que nos álbuns antigos, os meninos tinham baloiçado os pés de riso.


Esta é uma página que não consegue ter os pés quietos.
-
-
(fotos pessoais)
-
Manuela Baptista
Estoril, 27 de Março 2010

56 comentários:

Jaime Latino Ferreira disse...

CONHEÇO-OS A TODOS


Conheço-os a todos ...!

O Paco que poderia ser fotógrafo ou aqui um majestoso cavalo, espanhol porque não, e a menina, na fotografia acariciada por este último, é o que ela deixa transparecer, senhora antiga em pose solene, de festa, minha madrinha, a Tátá e os pézinhos, mais abaixo, que parecendo quietos, repousados no chão o não estão, baloiçam e divagam por aí, os da minha enteadinha neta e da menina, a Manela que divaga ao som maravilhoso da estória que conta ...!

Conheço-os a todos e sabe-me bem revê-los e ouvi-los pelos teus olhos!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 27 de Março de 2010

Graça Pereira disse...

Pois...eu ainda tirei fotos assim!!
Sou uma senhora antiga... A sala era pequena, sentavam-me num banco ( porque será que os pés nunca chegam ao chão?) as mãos cruzados no joelhos e, antes de ver o arco-íris, eu fechava os olhos e o homem tirava a cabeça debaixo do pano preto e dizia-me com um ar aborrecido: "Temos de repetir!!" Horas naquilo..".Sorria, sorria".. e porque havia de rir senão me apetecia??
Tiveram de levar um boneco e pô-lo por detrás do homem do pano preto e, quando ele dizia:" sorria," o meu olhar já estava perdido na cara simpática do boneco que parecia sentado em cima do homem do pano preto e então, eu ria,ria... e ele ,
zangado:" Também não é preciso
tanto"!
Beijos e bom domingo de Ramos!
Graça

. intemporal . disse...

.

. aquieto.me como as senhoras quietas, aqui, nesta página onde os pés não conseguem estar quietos .

.

. bel.íssimo,,, manuela . como sempre . na mais pura verdade .

.

. porque da quietude não rezará nunca a sua história, ao ter mudado o mundo daqueles para quem há muito o mundo é já e também um mundo quieto .

.

. os seus contos cumprem sempre a tradição . aquela do tempo em que a tradição ainda é o que era . caso assim não fosse não seria também ela tradição .

.

. os seus contos reflectem um olhar atento do movimento e no movimento o talento para um verbar deliciosa.mente incisivo assente porém na leveza in.corpórea de um mundo que pára, agora quieto, para a poder escutar .

.

. parabéns manuela . mesmo .

.

. por aqui, ainda não mudou a hora . sinto.me pouco continental .

.

. e por isso Lhe deixo, um beijo total .

.

. :) . e o sorriso ideal .

.

. paulo .

.

Sonia Schmorantz disse...

Quero ser o teu amigo. Nem demais e nem de menos. 
Nem tão longe e nem tão perto. 
Na medida mais precisa que eu puder. 
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida, 
Da maneira mais discreta que eu souber. 
Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar. 
Sem forçar tua vontade. 
Sem falar, quando for hora de calar. 
E sem calar, quando for hora de falar. 
Nem ausente, nem presente por demais. 
Simplesmente, calmamente, ser-te paz. 
É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender! 
E por isso eu te suplico paciência. 
Vou encher este teu rosto de lembranças, 
Dá-me tempo, de acertar nossas distâncias...
Fernando Pessoa

Um domingo de paz e amor junto aos seus!
abraço

Brancamar disse...

Manuela,

Encantada com a sua história de encantar, contada como só a menina sabe, a fazer-nos recordar o que de outra forma raramente nos vem à memória, mas que é delicioso reviver pela sua pena e pelas suas teclas.

Obrigada, Manuela, pelo dom de nos transportar para esses mundos perdidos na memória.

Bom Domingo de Ramos.
Beijos

walter disse...

Literalmente com os pés nas nuvens...

Obrigada Manuela, por momento tão belo, tão baloiçado de ternura...

Resgatadas as lembranças guardadas na caixinha do tempo, é hora de prosseguir... tenho meu cavalito alado lá fora todo nervoso pela minha demora...

fuuuuuuuuuuui...

manuela baptista disse...

Jaime

tu contas tudo! e Paco, não é um cavalo, era o fotógrafo que aprisionava os sorrisos de todos os meninos da Parede e arredores...

mas estás perdoado...porque ouves e vês por estes olhos!

Manuela

manuela baptista disse...

Graça

é verdade! agora é me lembrei dos horrorosos bonecos que existiam noutros fotógrafos, mas não neste, este gostava de conversar com as crianças, embora também não permitisse risos abertos.

beijinhos e bom Ramos também para ti!

Manuela

manuela baptista disse...

Paulo

aquiete-se e espete o nariz ao sol que está quentinho

e assim

imagina que ainda está numa ilha
descontinentada

e até eu era capaz de adormecer quieta
tal é o sono que estou a fazer a mim própria...

lanço um sorriso no ar :)))

agradeço as suas palavras (como é que eu não hei-de estar cada vez mais alta?)

um beijo total

Manuela

manuela baptista disse...

Sonia

mas que bonita proposta de amizade, pela voz de Fernando Pessoa!

Um bom domingo para si!

beijinhos

Manuela

manuela baptista disse...

Branca

já ajeitou a franja?

agora fique quietinha para eu a poder fotografar...

e assim ficar nos mundos vivos da memória.

beijinhos

Manuela

manuela baptista disse...

Walter

espere aí! não vá já embora!

o cavalito que espere

depois dá-lhe uma telha de chocolate pela demora.

um beijo

Manuela

manuela baptista disse...

Nini

gosto de ver a sua carinha por aqui!

beijinhos

Manuela

Fragmentos Betty Martins disse...

.__________querida Manuela






(.)


no profundo das águas
a senhora-peixe_______vinha quase.imperceptível beijar as solinhas pos pés_______da menina que sorria...


.o Paco sabia. esperava para guardar o momento


.os peixes-do-tempo ficavam desenhados na parede_______a preto.e.branco

.

esperando entrar na grande manga.preta


.e em cores do arco-íris______entrarem nos olhos da menina que baloiçava para a frente e para trás...


...


puro.encantamento:)


.amei




______________///






beijO_____ternO

manuela baptista disse...

Betty

tanbém eu vou guardar
na tela do tempo

a expressão tão bonita do seu encantamento e até a vejo desenhada na parede a preto e branco

mas tão cheia de cor!

um beijo

Manuela

Canduxa disse...

Ah, esta história fez-me recuar à minha infância onde pedia à minha mãe que me falasse sobre todos os meninos, tios e tias, que sorriam tanto naquelas fotos do álbum de família.
...e como adorava ver uma foto da minha mãe encostada numa coluna com ar romântico.

Obrigado Manuela, pela história e pelos sorrisos que vieram com as recordações.


beijinhos

Linda Simões disse...

...Pois eu tirava foto bem quietinha e no dia que me rebelei e não sorri,levei um beliscão!E foi pior, pois tirei a tão esperada foto com a cara amarrada e minha mãe quase teve um ataque do coração!Não houve argumento para me fazer sorrir! rsrsrsrs

...

E que bela senhora !


Um beijão!

sideny disse...

Bom dia Manuela

Bonita historia, que me faz recordar os tempos de infancia

e as fotos a preto e branco que eu tanto gosto.

adorei:))

beijo

Por toda minha Vida disse...

Feliz Páscoa, muita paz para todos, esqueçam a dieta e comam muito chocolate.
Coelhinho da Páscoa que trazes pra mim,
Um ovo, dois ovos, três ovos.
Coelhinho da páscoa que cores que tem?
Azul, Amarelo e vermelho também...

manuela baptista disse...

Canduxa

os albuns antigos, ainda exercem em mim um enorme fascínio!

Tanto mistério em cada rosto...

beijinhos

Manuela

manuela baptista disse...

Linda!

coitadinha, um beliscão!!

bem feito não ter sorrido...e ainda bem que a cara não ficou amarrada para sempre!

beijos

Manuela

manuela baptista disse...

sideny

as fotos a preto e branco

ganham a qualquer digitalização simpática.

Obrigada amiga!

um beijo

Manuela

manuela baptista disse...

Renata

os coelhos invadiram o imaginário das fotografias e refugiaram-se no meu pc!

e agora? como é que vou navegar em chocolate...

beijinhos

Manuela

Silenciosamente ouvindo... disse...

Manuela Baptista então os amigos da
Net não são fantásticos?Reagem ao
que se insere, opinam, brincam,
enfim, eu acho fantástico este mundo, que embora não possa fazer
esquecer o real, para mim, às vezes
é bem mais gostoso.
Agradeço os votos de Boa Páscoa e
todas as suas palavas, que desejo
igualmente a si e aos seus, e que
pelo menos seja uma Páscoa mais quente, porque precisava de sair,
passear, e gosto de o fazer sem frio.
Beijinhos

manuela baptista disse...

Irene

obrigada!

e desejando-lhe dias de sol (por aqui chove...)

beijinhos

Manuela

Brancamar disse...

Olá Manuela,

Cheguei agora aqui porque tenho andado à procura de uma cantiga de amigo que seja também uma cantiga de amor ou vice-versa, :), se a encontrar diga-me para embalar uma menina sempre que ela fÔr ao meu sítio e se quiser deitar numas almofadas fôfas de musgo.

E agora vou passar pelo sítio do Jaime, porque me ponho aqui no blá,blá,blá e a noite passa depressa.

Beijinhos
Tenha uma boa noite.
Branca

manuela baptista disse...

Branca

o perito em cantigas é o Jaime, não se lembra dos "Terra a Terra"?

Mas eu também sei algumas!

boa noite, para si

um beijo

Manuela

*Lisa_B* disse...

Querida Manuela,
saudadessssss:-)

Lindo, lindo este conto e as recordações de um tempo com momentos tão especiais e diferentes dos de agora.
Encanta-me sempre em cada visita...
É muito dificil ficar longe daqui e dali...

Agora,

repasso aqui com a sua permissão o comentário que deixei ontem num post anterior...

....
deixei-me prender em laços de ternura e amizade neste blog de histórias com mar ao fundo e pessoas vivas e reais que por aqui passam deixando seu carinho.

Para todos deixo beijinhos e saudades...já tenho bytes "eita" ehehe mas falhou o computador.
Fui buscar " hoje" todo optimizado ao meu dentista ahaha pois...quando o informático não resolve levo ao meu dentista(meu afilhado) ;-)

Hoje só entrei para dizer mesmo isto.

Espero dar noticias esta semana de como se têm passado por cá os dias sem Internet e sem computador :-( é muito triste mesmo...uma autêntica solidão até o Bruno disse isso...

Querida Manuela deixo beijinho para o casal mais lindo que conheço da net Lisboa e arredores :-) e permita-me alargar os beijinhos para a Linda S, Dulce AC, Branca, Canduxa,Paulo,Graça Pires, e todos os que aqui deixam seu carinho.
Não posso hoje ir a todos os blogs mas como estive longe da net tanto tempo não queria deixar mais tempo sem noticias e meu carinho por todos.
Até amanhã...
Lisa_B

Dica Cardoso disse...

Amei tudo por aqui!
Vou seguir!
Abraços no coração e me visita!

. intemporal . disse...

.

. bOM dIA ... :) .

. manuela, dê-me um jeitinho e chegue.se para lá um cadinho .

. Lisa,,, agradeço e retribuo os beijinhos, com afecto e a gosto desta amizade tanta .

.

. manuela, um xi.coração tão somente ou a.penas desta vez, pois acabei de esgotar os beijinhos .

.

. o abraço é para o Jaime .

.

. um bom resto de semana .

.

. um beijo total .

.

. paulo .

.

Dulce AC disse...

Manuela...olá..!

ainda em tempo...também eu bem me lembro
por estas lembranças ficarem sempre nos dias
naqueles dias que sentada sentia a leveza do ser que era e sou, mas já não com os pézitos a balançar...

e vai uma e vão duas...passarito passarito...e lá ficava na fotografia, na beleza do momento que foi e não esqueçe e ainda de certa forma o é, no meu coração, nesse balançar de sensação que ainda mexe e vive no pensamento em mim...

muitos beijinhos de páscoa de quase festa ...para Si Manuela, Jaime, Lisa e o Bruno, Linda, José, enfim para todos os que por aqui vão deixando as palavras que tantas vezes transformam os nossos dias e nos deixam em paz com as horas que nos marcam...

uma Páscoa de generosas cúmplicidades é o que desejo, com sinceridade,
a Todos...

dulce

manuela baptista disse...

Lisa B

é uma alegria, vê-la entrar por aqui!

a sua falta e a do Bruno foi sentida por mim e pelo Jaime e já brincávamos com a falta de bytes...mas claro, que uma ida ao dentista resolve muitas coisas, tais como cáries, computadores avariados e saudades dos afilhados! eu também quero um assim...

e agora vá com calma que os blogues não fogem e toda a gente ficou aqui (e ali!) à sua espera.

Bruninho!!!

hoje posse amaricar um bocadinho, porque há tanto tempo que não me lês...

e o concerto? e o football? e tu?

se conseguires responder a isto tudo responde, se não, eu gosto de ti à mesma :))

beijos à Lisa e um aperto de mão ao Bruno

Manuela

manuela baptista disse...

Dica Cardoso

e é bom amar, não?

um abraço

Manuela

manuela baptista disse...

Paulo

bOa tARde!(céus! como é que vocês conseguem escrever AsSiM?)

já me cheguei lá para o fuuuuuundo da mesa e entre, porque as saudades que a Lisa e o Bruno têm de nós são tão doces como coelhinhos da Páscoa!

aceito o xi e retribuo o coração, se fôr de chocolate!

Manuela

manuela baptista disse...

Dulce

e qualquer dia

com a minha máquina nova, desatamos para aí a disparar e fazemos um retrato de família estoril/oeiras, à antiga e enviamos à Linda e à Lisa e a todos, para colocarem na mesa da sala, com uma jarrinha à frente!

Obrigada pelos votos de boa Páscoa, mas ainda não é assim que se vê livre de nós...

beijinhos

Manuela

Jaime Latino Ferreira disse...

. INTEMPORAL .


pAULO,

Um abraço também para Si e desculpe-me lá a brincadeira com que o brindei no Seu blogue!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 30 de Março de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

DULCE AC


Beijinhos e uma boa Páscoa também para Si


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 30 de Março de 2010

O Rasteirinho disse...

Aqui estou eu todo contente
Porque aqui não há quem resista
Aqui vem tanta gente
Ler a Manuela Baptista

Mas fui eu o escolhido a medo
Para ser o mais afagado
Mesmo que seja só por um dedo
Saio daqui encantado

Ide, ide, todos embora!
Agora sou eu que aqui estou
Senão ponho-vos porta fora
O vosso reinado acabou!

Porque eu sou o mais artista
De cauda linda e reluzente
Seleccionado pela Manuela Baptista
Em detrimento de toda a gente

Este espaço é muito à frente
De encantar até mais não
Fosse eu mais amarelo
Como o açucar mascavado
Ide todos para algum lado
Que agora valho eu por toda a gente

Aquele senhor Jaime é o seu parceiro?
Diga-me Srª Manuela Baptista
Diga-lhe para ir levantar dinheiro
Porque com a vergonha não consigo
Receber uma festa na minha crista

Andei pelo blogue da Brancamar
E do Walter rodinhas fotografista
Mas este é o que está a dar
Pois é da Manuela Baptista

A Branca é muito xatinha
E o Walter introvertido
Aqui é a minha casinha
Porque aqui sou correspondido

Lá, lá, lá, lá, lá, lá!

Um beijinho de quem? de quem?

D`o Rasteirinho, pois então...

manuela baptista disse...

Rasteirinho (O)!

linda a canção das quadras!com uma quintilha
mais uma sextilha redondilha maior em açucar mascavado

que eu não sabia que um crocodilo podia ser tão melado!

Para dizer a verdade eu apenas conheço o crocodilo do capitão Gancho, aquele da Terra do Nunca, que engoliu um despertador, mas de si eu diria que engoliu um ipod...

e agora? quando a Branca aqui chegar e ler o adjectivo? é melhor pensar em lhe oferecer um verbo bonito ou ela dá-lhe com os espinhos das suas rosas!

e o Walter, é o Peter Pan?

(o Jaime está a ver telejornais, que é uma actividade que ele adora)

e eu atrevo-me a convidá-lo a esconder-se aqui no meu bolso

que eu levo-o lá abaixo para ver o pôr.do.sol

uma festinha com a palma da mão

Manuela

Brancamar disse...

Manuela,

Venho por aqui encantada com a melodia das vozes que ouvi hoje, que até cantavam, mesmo sem cantar...

Parece-me que há dois e não um só cantor por esses lados.

Belo momento, inesperado e tão grato...

Obrigada aos dois.

Agora deixe-me responder aqui a um rasteirinho que é um ingrato, porque ontem lhe deixei um beijinho no Walter e chamei-lhe queridinho...mas como ainda não leu o meu recado, eu perdoo-lhe esta escorregadela, :))

Às vezes é um bicho imbirrento, outras um derretido como agora, mas é assim que eu gosto dele... são as contradições da bicharada!
Ahahah! Agora é que ele me vai dar uma dentada...fujooooo! Socorroooo!

Beijinhos Manuela.

P.S. Vou ali ao sítio do Jaime a correr muito, espero não encontrar lá o crocodilo-bébé.

manuela baptista disse...

Branca

...cantar, cantar...toco melhor flauta!mas falar cantante sim!

as vozes só assentam depois do espanto.

quanto aos beijinhos não recebidos, o Walter é que tem a culpa, pois também engoliu um despertador como o croc do capitão Gancho...

beijinhos

Manuela

alegria de viver disse...

Olá querida
Obrigada pela visita.
Deus me presenteou com este querido amigo [Walter].
Recordações são presentes embrulhados, que ao abrir temos uma grata satisfação.
Com muito carinho BJS.

manuela baptista disse...

Rufina

Deus anda um mãos largas, nestes dias...

Walter é um bom amigo!

um abraço

Manuela

casos e acasos da vida disse...

Manuela,
Sempre histórias de interesse e encanto!...
Obrigada pela visita.
Boa Páscoa,
Beijinhos,
Marisa

*Lisa_B* disse...

Querida Manuela,

hoje andei pelo dentista mas...desta vez foi pelos meus dentes rsss o computador para já está muito bem ihihi.

Fico muito feliz em saber que todos aqui esperaram por mim e não me esqueceram nem ao Bruno:-) obrigada a todos.

Tenho noticias fantásticas a dar mas irei fazendo isso aos poucos lá no meu blog para que todos leiam.

Para já adianto um agradecimento mais uma vez à Manuela que abriu portas com os seus contos para o Bruno e levou a que conhecêssemos novos e bons amigos.

Agradecemos já também e mais uma vez a todos quantos nos encomendaram caixinhas para podermos contribuir para o futebol do Bruno e suas aulas particulares de música. O futebol e a música deram-lhe o alento de continuar e de querer ir mais longe, de conseguir lutar pela vida quando tudo lhe fizeram para que desistisse dela.

Hoje agradecemos de forma sentida uma vez mais a todos que aqui passaram e não ficaram indiferentes, e aos que mesmo longe nos fizeram sentir o carinho, fé e esperança em pessoas com um coração grande capaz de acolher desconhecidos.

Aqui ri... aqui chorei, a emoção é constante...aqui sinto-me viva!

Beijinhos nossos com carinho para a Manuela e Jaime um casal maravilhoso que se lê nas linhas e entrelinhas numa cumplicidade terna de uma beleza sem fim.

Beijinhos e uma Santa Páscoa para todos que daqui nos seguem em amizade e demonstram seu carinho e Ser: Brancamar, Linda S, Paulo, Dulce Ac,Canduxa,José...estão no meu coração.

...............
Sou o Bruno: Olá Manuela!

Eu estou a gostar muito do futebol. Estou a evoluir em cada treino e a ganhar músculo e peso também e ainda quero ganhar mais peso porque era muito magricelas e empurravam-me fazendo-me quase voar.

Gosto muito de jogar, lesiono-me de vez em quando mas é normal. Hoje estou cheio de dor nas canelas, mas isto passa.

A minha posição é de médio avançado porque sou muito alto.
Os meus colegas não me insultam e eu fico contente por isso.

Sinto que preciso treinar ainda mais para conseguir jogar ao nível deles mas eles têm mais 6 a 8 anos de treino que eu não tive.

Na música o meu professor está sempre a elogiar-me e eu acho que nem mereço, não me acho assim tão bom como ele diz que eu sou.

Ando a preparar-me para a audição de Junho.
Há dias no aniversário do meu tio estiveram 43 pessoas e eu toquei concertina para eles na tentativa de vencer mais uma etapa na fobia social e consegui tocar apesar de nunca ter aprendido compreendi como funciona a concertina e toquei a 1ª parte dos parabéns a você.

A família disse que eu tinha tanto jeito que se iam juntar todos para me comprarem uma concertina mesmo usada porque eu gostei mesmo muito daquele som de instrumento musical, acho-o alegre mas muito caro.

Gostei muito de ouvir: a cana verde, o corridinho, vira do minho e outras músicas portuguesas animadas e tradicionais.

a-m= beijinhos

Teresa disse...

Que boa viagem, por um espaço que já não existe, mas que continua a viver nas nossas memórias! Fez-me lembrar uma exposição onde fui com os meus alunos, no mês passado, que mostrava as profissões há meio século: como era a farmácia, o barbeiro, o alfaiate. Parecia outro mundo e os miúdos sentiam-no. É estranho!
O fotógrafo foi destronado pela máquina digital. Mas a magia das fotos antigas não se perdeu!
Um beijinho

walter disse...

se eu fosse o Peter Pan
esta hisória já não seria tua
recortava-a em forma de asa
para a colar nas costas da lua

aqui tudo é bonito de se ler
é bonito o que quer que seja
um pintor que espreita da gaveta
um jacaré que tão bem verseja

não era para vir... mas vim!
porque é tempo de Reconciliação
para a Manuela uma Santa Páscoa
e a todos quantos aqui estão

Beijos amêndoados

Walter

Brancamar disse...

Manuela,

Gosta do meu novo avatar?

Deixei uma mensagem para si nos Terraços, :))

Volto já.
Beijos

manuela baptista disse...

Marisa

Obrigada!

beijos

Manuela

manuela baptista disse...

Lisa B e Bruno

se eu disser que gosto muito de vocês

acreditam??

b. e a.m.

Manuela

manuela baptista disse...

Teresa

e obrigada por ter feito esta viagem comigo!!

beijinhos

Manuela

manuela baptista disse...

Walter!

eu é que fiquei amendoada
ao lê-lo!!

obrigada por ser quem é!

um beijo

Manuela

manuela baptista disse...

Jacareta!!

já não tem redenção possível, nem com avatares de anjo :))

uma festita

manuela

Brancamar disse...

Manuela,

:( Não diga isso, se já leu a minha resposta percebe que fez uma interpretação diferente da minha, eu fui atràs do jacaré e apanhei-o lá, mesmo, ele está lá em cima, passou pelos Terraços naquele dia, então não o viu? Não percebi o que a menina pensou, porque eu estava mesmo a fazer de conta,só pedi desculpa ao dono da casa por ir lá meter-me com o meu noivo jacaré, hihihi e fizemos as pazes, julgo eu, porque ele hoje foi para o charco e ainda não me apareceu...ora veja no brancamar a dedicatória romântica que lhe deixei, por isso o avatar a condizer,ahahah!

Estou tão feliz!!!

Beijinhos
Branca

Brancamar disse...

Obrigada pela festita, agora percebo porque é que o meu rasteirinho ficou tão derretido com o afago de um dedito...:)))

Beijinhos.

manuela baptista disse...

...avatarzinho...

Manuela