LAMENTO

Life behind glass
-
Como poderei falar do vento, se escuto tantos gritos de dor?
-
http://www.youtube.com/watch?v=m8CHfGr3W5s
-
Manuela Baptista
Estoril, 13 de Janeiro 2009

34 comentários:

Jaime Latino Ferreira disse...

LAMENTO


Lamento
se o é
em que se esmaga
um país
de arte
e de amor
na dor
de um só clamor


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 13 de Janeiro de 2010

. intemporal . disse...

.

. um lamento envolto em gritos .

. do lado esquerdo, para não fazer zangar o coração, que em choque palpita na demanda aflita da solidariedade .

.

. um beijo total,,, do lado esquerdo, para não fazer zangar o coração .

.


. paulo .

.

manuela baptista disse...

Jaime

a dor de muitos clamores

esmaga-nos e sentimos que somos pouco
para tanto.

manuela

manuela baptista disse...

Paulo

um beijo total

para si também!

com o lado esquerdo onde cresce a esperança

de que chegue depressa quem pode ajudar
e que das pedras caídas
nasçam ainda
gritos de vida!

Manuela

Ana Cristina disse...

Há dias em que algo nos vira ao contrário e nem nós sabemos porquê.

1 abraço.
Ana Cristina

Reflexo d Alma disse...

Querida...
sua frase é um eco...
agora desejo o silêncio...
por um
pouco...

Bjins

*Lisa_B* disse...

Querida Manuela,

cito uma frase do Paulo (Intemporal)que li num seu comentário no post anterior... e a senti tão profundamente em mim...

"por um país, que [sobre]vive com a arte ao colo ."

Muitas foram as lágrimas impotentes que derramei hoje...que tristeza tão grande, fico sem palavras perante tudo isto.

Abraço em solidariedade com as vitimas e familiares.

*Lisa_B* disse...

Veja aqui como pode ajudar

As formas de donativo para o Fundo de Emergência da Cruz Vermelha Portuguesa - apelo vítimas do Haiti, são as seguintes:

1. Nas caixas multibanco ou por netbanking, optando por «pagamento de serviços» e marcando entidade 20999 e referência 999 999 999.

2. Efectuando um depósito ou transferência bancária para as contas «CVP - Fundo de
Emergência.»

Millennium BCP- Conta: 45307610691 NIB: 0033 0000 4530 7610691 05

CGD- Conta: 0027082402230 NIB:0035 0027 0008 2402230 53

BPI- Conta: 3631911 000 001 NIB:0010 0000 3631 9110001 74

Santander Totta- Conta: 000314691778020 NIB:0018 0003 1469 1778020 27

BES- Conta: 0001 4968 7394 NIB:0007 0000 00149687394 23

direitinho disse...

O vento transporta a dor e o sentimento.
Os gritos estão no silencio de um olhar atento a cada lágrima perdida no rosto de um inocente.

Brancamar disse...

***

Hoje...só assim.

Beijos

Graça Pires disse...

Tenta soltar ao vento cada angústia que te fere o pensamento e continua a sonhar como se fosse um tormento que nunca vai acabar...
Um beijo.

manuela baptista disse...

Ana Cristina

há dias tão virados ao contrário, mas tão virados

que apenas nós sabemos porquê!

um beijo

Manuela

manuela baptista disse...

Reflexo

.....................

Manuela

manuela baptista disse...

Lisa B

Obrigada pelas palavras e pelo seu sentido prático, dando-nos as pistas para a ajuda humanitária.

E não interessa nada este tipo de conversas como esta que eu hoje ouvi por aí "Eu recuso-me a dar seja o que for para essas organizações! Não chega lá nada!"

Olha que giro, assim é fácil ser solidário, começamos logo por desconfiar de nós!

beijnhos

Manuela

manuela baptista disse...

Direitinho

obrigada pelas bonitas palavras!

um abraço

Manuela

manuela baptista disse...

Branquinha

apenas assim...

Manuela

manuela baptista disse...

Graça Pires

ou arregaço as mangas
solto as palavras, mas sobretudo as acções.

porque se a natureza tem de seguir o seu curso

cabe a todos nós construirmos países mais justos e menos pobres!

beijinhos

Manuela

Linda Simões disse...

Clamando ao vento que se instale a SOLIDARIEDADE Universal...


...


Linda Simões

Graça Pereira disse...

É! Hoje o vento é pesado...
Por uma vez, vamos calar as dúvidas, parar de questionar tudo e escutar esse sussurro que nos chega de longe...Deus segreda-nos:amor!
Ouçamos o coração e deixemos que esse mesmo vento nos leve...sem perder tempo!
Um beijo
Graça

manuela baptista disse...

Linda e Graça

junto-me num mesmo clamor

e no mesmo abraço

Manuela

casos e acasos da vida disse...

Olá Manuela,
Não há palavras para uma tragédia destas!...
Eloquente foi a forma como expremis-te tão triste acontecimento com essa música lindíssima e pungente de Purcell.
Tenho andado muito ausente, vou voltar mais vezes,
Bjs.
Marisa

manuela baptista disse...

Marisa

esta foi a forma que encontrei, para exprimir a revolta e o espanto!

Já tinha dado pela sua falta e pela ausência de páginas no seu blogue

ainda bem que voltou e espero que esteja tudo bem!

Beijinhos

Manuela

Dulce AC disse...

Manuela...Linda...

também eu me junto a Vós lembrando ao vento que lá chegue com muito alento na dor que vive agora ali onde antes havia outra vida..de pai, de mãe, de filho, de amigo...

Nós continuamos e eles não sabem mais nada.

E a tristeza também o é por podermos tão pouco...

beijos.
dulce

*Lisa_B* disse...

Querida Manuela,

podem dizer que não chega lá nada pois e não o mandarmos....

Todos sabem ou quase as dificuldades que atravesso mas hoje não comi nada todo o dia...porque fui incapaz e por solidariedade e nem quero saber se me prejudica a saúde...nã comi e o valor que economizei 5euros depositei para as vitimas do Haiti.
Mais pudesse ...mais enviava e com tempo tentarei fazer algo para os ajudar mais sem ser com sentimento ou palavras...

O Bruno chorou...muito ao ver e saber o que ali se passou, pensou logo e se fossemos nós? Alguém nos ajudaria? Pediu por tudo que vendesse alguma coisa dele, para mandar o dinheiro para lá. Sosseguei-o dizendo que depositara os 5 euros e que pediria a todos que pelo menos dessem 1 euro.

Peço desculpa...
beijinhos

J. Ferreira disse...

Manuela e a todos que comentaram,

Junto-me a vocês, em cumplicidade assumida.

Ao lamento da Manuela e do Jaime, adicionei, há momentos, a este propósito, artigo que sugiro leiam, no meu blogue.

Manuela, desculpe o abuso, mas é por uma boa causa!

José

manuela baptista disse...

Dulce

podemos pouco

mas do pouco que podemos

far-se-á muito!

um beijo

Manuela

manuela baptista disse...

Lisa

das vozes egoístas está o mundo cansado!

A sua generosidade deveria ser exemplo para muitos, que nunca se mexem para nada, achando sempre que tudo cabe ao Estado e aos outros.

Os vossos cinco euros são mais valiosos do que muitos outros milhões!!

E diga ao Bruno,

que por cada vida salva, como a daquela jovem de treze anos, que mãos nuas e sem ferramentas retiraram dos escombros,
é mais uma luz que se acende no coração de cada homem!

Muitos beijinhos aos dois

Manuela

manuela baptista disse...

José

obrigada pela solidariedade!

já lá vou...

um abraço

Manuela

Dulce AC disse...

Manuela Olá!!

Tem toda a razão...hoje é um novo dia e ...importa que nos tornemos solidários mesmo que só por palavras escritas que também chegarão lá...
Ontem tive um dia menos bom..!

Hoje é outro dia...vislumbrei outra luz..permaneço..!!

Beijos!
dulce

Contracena disse...

Faça-se uma pausa, e não se fale /escreva de vento, de mar, de gaivotas...

Lamentamos o lamento de outros.
Quem sabe se um dia, outros, não lamentarão o nosso lamento.

Há motivos pelos quais se grita de dor que não entendo, transcendem-me completamente, e perturbam-me, por mais explicações que existam, científicas ou não)


(o lamento de Purcell, independentemente do motivo pelo qual o publicou, é BELO! Assim como os Requiems - os que conheço!)

Fátima.

AnaMar (pseudónimo) disse...

Por vezes é tempo de gritar muito alto. Para libertar a dor.
Não falemos do vento. Não falemos. Escutemos os gritos e acorramos na sua direcção. Para ajudar, nem que seja, num toque de mão. Que faça fibrilhar o coração.

Deixo esta versão
http://www.youtube.com/watch?v=ZrzC_KLI8KM

Beijo

manuela baptista disse...

Dulce

então, vamos lá acender uma luzinha!!!

beijinhos

Manuela

manuela baptista disse...

Fátima

agora

vou contracenar consigo!

um beijo

Manuela

manuela baptista disse...

Anamar

e que versão!

deixa-me roubá-la para desfibrilhar o coração?

um beijo

Manuela