apenas aquela pena à beira do caminho







Regresso a casa. Não vás, fica. O meu saco pesa, de um quase nada que contém, dois ou três rebentos de azevinho, uma pétala de rosa, um bom pensamento, um desejo incumprido. Foi mau este ano. Pois foi. Poderá ser sempre pior. Poderá. O inverno ainda mal chegou, a neve não cai, apenas aquela pena à beira do caminho. De um pássaro. Sabe-se lá. Tens uma lanterna. Tenho. Acende-a na montanha mais alta, porque nem sempre se consegue ver a lua. Somos cegos. Muitas vezes. Somos surdos. Outras tantas. Porque me repetes. Para que me ouças. Será melhor. O quê. Onde está o rapaz que chorava promessas na noite fria. Nas esquinas. A vida é mortal. Pois é. Com um punhado de gravetos faz uma fogueira, não tão forte, não tão quente e depois podes ir, com o teu pinheiro, o saco e o casaco, as botas de feltro e a lanterna. Adeus. 







































Feliz Ano de 2016







15 comentários:

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


Nem sei o que te diga ou sei e digo-te de mansinho, para que só tu o oiças e com um ramo de azevinho!

FELIZ ANO NOVO


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 31 de Dezembro de 2015

Rogerio G. V. Pereira disse...

Falas de um regresso
De um saco que pesa
De uma pena à beira do caminho

Falas do escuro e da lua
Falas de cegos e de surdos

Ah, sobre o rapaz?

E se fosse ele o Ano Novo?
Chorar promessas na noite fria,
pode ser um bom início...

Abraço, e Bom Início

Maria Eu disse...

Que o ano seja quente e doce!

Beijinhos, Manuela. :)

lidacoelho disse...

2016 - Esse rapaz chegou sem saco nem alforge.
Nós atámos um molho de esperanças, projectos de paz.
Alguém nos criou um sonho de amor e um ramo de pão.
No silêncio da madrugada juntemos as mãos numa boa oração.

Graça Pires disse...

Uma pena de pássaro. Um ramo de azevinho. Um pensamento bom...
Maravilhoso, Manuela! Que os teus desejos sejam todos cumpridos. Que 2016 te seja harmonioso e com tudo o que queres.
Um beijo.

Beatriz disse...

Adeus velho Noel, e nos deixe aqui esperanças de um mundo mais fraterno entre toda a gente do mundo!

Um beijinho Manuela

Bia <°(((<

. intemporal . disse...

.

.

. que dois e dezasseis nos seja francamente melhor . e que se reacenda a luz da esperança no coração de todos os que sofrem .

.

. feliz ano de dois mil e dezasseis para Si .

.

. íssimo feliz .

.

.

Teresa Diniz disse...

Bom ano Manuela!
Cheio de bons pensamentos e desejos cumpridos!
Bjs

mz disse...

...uma pétala de rosa, um bom pensamento..."

Eu deixo aqui desejos de muita saúde e muita paz e que este ano de 2016 seja um BOM ANO!

Um Abraço para si, Manuela e obrigada pelos seus contos maravilhosos.
Bjs

Luis Alves da Costa disse...

Ritmo em ponto e contraponto.
É uma dança das pétalas :-)

Jacintinha Marto disse...

Regresso ao lar. Não vás, fica. Lá fora é escuro, e a cama rola. Rola. Falta azeite nos eixos. Irmã. Da Segurança Social. Cortaram nas gorduras do lar, e o eixo range. A noite é escura, mas podia ser mais escura. E podia. Rola a cama. Pareciam morcegos. Ontem, eram cinco, e a irmãzinha chegou a contar seis. Pudesse eu sentir, e diria que tinham sido sete a pousar. Sete. E dos grandes. E em mim.

Rita Freitas disse...

E um feliz ano 2016.

abraço

Agostinho disse...

Pena é uma pena
Mesmo pequena.
Na beira do caminho
É castigo ou carinho
Assento ou tropeço
Nestes dias no começo.

Que o saco seja leve
A quem o leve
Leve ... uma pena

Hanaé dos Ossos disse...

Estou muito chocada, por que vim aqui fazer publicidade às virtudes do perónio e da bacia, e chamam-me logo de tarada,
eu sou uma senhora, todo o meu coração é ortopédico, mas vou deixar passar, por que a ignorância impera aqui, gente pequenina, mesquinha, invejosa,
havia de ser todo mordido pelo cão do Sr. Ming, o senhor, se é assim que trata a sua família acho muito bem que o tenham posto fora de casa, por amor da tíbia!...

. intemporal . disse...

Último dia em Koh Samui.

Voarei de madrugada para o Camboja e depois Bangkok mais uma vez. :)

Dia 24 chegarei a Lisboa à noitinha.

Inesquecíveis estas semanas. :)

Íssimo feliz