de quem ama a noite fria e a luz no mar

quem ouve as vozes das sereias
não sabe dos faróis perdidos entre ondas altaneiras murmúrios e tantos sentidos
possantes profundos delirantes que nos enlouquecem a memória
como se ali tivéssemos sempre vivido nos rochedos pontiagudos e nos outros dissimulados escusos escondidos
que nos rasgam a pele de uma vida
era eu tão pequena ainda e nauseava-me a terra firme
a minha mãe embalava-me num barco e cantava-me canções de marear
assobiava-me sopros de vento e dizia baixinho que as gaivotas não têm medo do mar mas os navios sim são distraídos
saudosos de ser madeira tosca ou aço ou fibra ou pano forte querem uma luz para os guiar
pudesse eu saber quem os ergueu a esses os primeiros
quem carregou as pedras e os vidros quem roubou aos oceanos os promontórios estendidos
desenhou as camas em armários secretos para que o uivar dos monstros não perturbe
o que não é revelado nem no escuro porque escolheu o inseguro para morar
e se eu um dia perder o brilho do olhar é aqui que eu quero ficar
venha apenas um anjo iluminar o vento norte
e açoitar a tempestade em meu lugar

-
esta é uma página que gostava de ser faroleiro e até é

(desenhos enfarolados de mb)
-
Manuela Baptista
2010/07/12

39 comentários:

Linda Simões disse...

Manuela Baptista:

"e se eu um dia perder o brilho do olhar é aqui que eu quero ficar
venha apenas um anjo iluminar o vento norte
e açoitar a tempestade em meu lugar"


Bravo!Parabéns!


Beijinhos de saudade,



Linda Simões

manuela baptista disse...

Linda

e em Olinda há faróis?

põe lá no teu blogue os faróis desse lado do mar...

beijinhos

Manuela

Jaime Latino Ferreira disse...

BRILHO


Ai se farol eu fosse
naquilo que trouxe
traria o teu olhar
no brilho que disparo
com a vontade imensa de te amar


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 12 de Julho de 2010

Benó disse...

Os faróis sempre foram importantes para os marinheiros. Creio que o teu olhar será a luz do teu rosto.
Uma boa semana, Manuela.

. intemporal . disse...

.

. entre.o.céu.e.o.mar .

. a.mar.o.mar.e.o.mar.a.mar .

. luz.entre.o.sonho.que.conduz .

. ao marear das sílabas tantas .

.

. com que espantas faroleiro as intempéries que como mantas se acometem entre.margens do sonho .

.

. que traça a rota . sem batota .

.

. !!!,,, bel.íssimo .

.

. amar.de.marear .

.

. porque total é o beijo rasante ao deitar .

.

. paulo .

.

BRANCAMAR disse...

Olá Manuela,

Sempre gostei de faróis, dos seus segredos, do seu ar solitário, do asber dos faroleiros. Pelas praias do Norte há muitos, cada qual o mais belo. AQui mesmo no Porto e em Leça da Palmeira e muitos outros até ao Minho.

" e se eu um dia perder o brilho do olhar é aqui que eu quero ficar
venha apenas um anjo iluminar o vento norte
e açoitar a tempestade em meu lugar" e é mesmo aqui que eu quero ficar.

Muito lindo.
Beijos
Branca

sideny disse...

Olá Manuela

Bonito o seu texto.

E os seus desenhos também.

Já visitei um farol por dentro e gostei bastante:)

beijinhos

Dulce AC disse...

"de quem ama a noite fria e a luz no mar"

de quem sabe o que é o amor
de quem vive a poesia
de quem nos permite gostar
assim tão simplesmente da Vida
de quem ...
sempre nos ilumina
onde for que estejamos...!

Manuela ..muito bonito.
E os faróis são maravilhosos.

Muitos beijinhos de bom dia para Si..(Olá!)

dulce ac

manuela baptista disse...

Jaime

ai, que lindo!

agora são poemas de amor lá e cá!

Manuela

manuela baptista disse...

Benó

é sim!

o olhar
é o farol de cada rosto!

beijinhos

Manuela

manuela baptista disse...

Paulo

rasante é o sol ao entardecer
aquele que prepara a noite

para que os peixes e as aves não se assustem com a escuridão

depois há um espaço de medo,
que antecede a criação da luz
quando todos os faróis do mar e da terra se acendem

é exactamente o mesmo que um beijo rasante às 14:46!

manuela

manuela baptista disse...

Branca

não parece muito, mas este farol é o do Penedo da Saudade
em S. Pedro de Moel, os outros são o da Roca, Búgio, Sta Marta (todos meus...) e o pequenino é de Alfanzina no cabo Carvoeiro

mas gosto dos outros
no meio do mar, aqueles de onde podemos não voltar nunca...

os do norte enfrentam mais tempestades, deve ser por isso que a Branca mora aí, não? :)))

beijinhos

Manuela

manuela baptista disse...

Sideny

eu também gosto de visitar os faróis, muitos já estão desactivados,

porque os navios estão cada vez mais espertos...

beijinhos

manuela

walter disse...

olá Manuela,

ando por aqui meio perdido entre a realidade e a ficção - parece que os blogues andam entontecidos pelas histórias de marear e é tão bom que assim seja!

e tanto é o mar à minha volta, o mesmo que nesta página iluminada pelo farol da imaginação se agita dentro de mim como cavalo à solta...

e que bonita é esta história, que bonita é a profissão de faroleiro... em mim assentava que nem uma luva, não acha Manuela?:))

um beijo de mar

Walter

manuela baptista disse...

olá Dulce!

que sabe o que é o amor
que vive a poesia

e que sempre ilumina
os que estão perto de si!

beijinhos

Manuela

manuela baptista disse...

Walter

seja bem aparecido
aqui pelo meio!

se não fosse eu contar os comentários, já estava baralhada porque tinha número ímpar...

pois é...os blogues estão todos salgados

é da estação...na minha próxima página vou escurecer a coisa, seja lá o que for, só para variar

o Walter faroleiro?

ná...como é que soltava as suas amarras e saía pelo mar fora?

marinheiro, talvez?

um beijo salgadito

Manuela

walter disse...

então faroleiro à noite e marinheiro durante o dia...!

:)))

mais um beijo salgadito

Dulce AC disse...

"e que sempre ilumina
os que estão perto de si!"

é bem verdade Manuela
que bem fala de Si..!

trás-nos sempre uma nova Luz
numa maior aproximação à Vida..!

onde quer que estejamos...

Muitos beijinhos..!!

dulce

manuela baptista disse...

Walter

então fica assim! até é mais bonito!

beijinhos

Manuela

manuela baptista disse...

Dulce!!!

eu estava a falar de si!

não sou assim tão vaidosa...

beijinhos

Manuela

Dulce AC disse...

Manuela...vaidosa sei que não é

mas não pude de deixar de dizer o que me vai na alma
no que sei ser verdade

sinto-o onde quer que esteja
em terra ou no mar
dentro ou fora de casa

sinto-me muito bem por aqui
esta é a verdade
e sei porquê
por isso Lho disse..!

muitos beijinhos.

dulce

manuela baptista disse...

Dulcíssima!!!

um abraço apertado

manuela

Filomena disse...

Manuela,
Os faróis são os olhos dos marinheiros qua andam no mar alto e querem chegar aterra segura.

Lindo texto


Beijinhos



Filomena

manuela baptista disse...

Filomena

que bonitos olhos de marinheiro
têm os perigos do mar!

obrigada Filomena!

beijinhos

Manuela

Duarte disse...

Manuela, gosto imenso destas pinturas. Mas não consigo distinguir se é cera ou lápis de cores...

Como escreves, como o dizes, que maravilha!

Alguma vez também pensei nisso. Quando passava pelo farol da Boa Nova, olhava para ele, quando o nevoeiro não o tapava, e entrava-me a vontade de trepar por ele até ao cimo... que veria? Meditava eu!
Ao primeiro ao que subi fui em Estepona... ali estava imponente e que alto, até era belo... quando cheguei lá cima, exausto, tudo compensou... o bonito que vi.

Um grande abraço

alegria de viver disse...

Olá querida amiga

Que conto maravilhoso. Tão esquecido de todos o faroleiro, tinha uma missão muito importante.
Sua linda alma nos mantém atentos para o valor da mensagem.
Os desenhos, ha os desenhos como gosto de apreciar seus traços perfeitos. Obrigada.

Com muito carinho BJS.

Por toda minha Vida disse...

bom dia, Manu.

Encantador o teu texto aqui em Olinda tem um farol, que em noites escuras tenho o privilégio de me assustar com seu rasgo de luz. Este farol fica na cidade alta, quando morava em apartamento podia vê-lo, com a graça de Deus moro em um lugar bonito, com uma praça e um farol que mesmo estando longe parece perto. Vou pedir para um amigo fotografar e de te envio por e-mail.

Beijo

manuela baptista disse...

Duarte

o desenho é a lápis pastel, menos oleosos que os de cera, mais macios

é assim, eu gosto de pastéis...

os faróis são os olhos do mar e o da Boa Nova é em Matosinhos, não é?

um abraço

Manuela

manuela baptista disse...

Rufina

mas ainda existem faroleiros...só que estão escondidos

beijinhos

Manuela

manuela baptista disse...

Renata

envia sim!

é difícil fotografar faróis, são muito altos e estão sempre muito longe

que bom morares num lugar bonito!

beijos

Manu

AC disse...

"se eu um dia perder o brilho do olhar é aqui que eu quero ficar
venha apenas um anjo iluminar o vento norte
e açoitar a tempestade em meu lugar"

Elucidativo do sentir e do estar.
Inspirado.

manuela baptista disse...

AC

obrigada pelas palavras!

continuarei a inspirar...

um abraço

Manuela

Por toda minha Vida disse...

Minha docê Manu.

Amiga a foto do farol espero que goste estou providenciando sei vai gostar, muito obrigada pelo lindo poema que me deixou.

Beijo

Linda Simões disse...

Manuela,

obrigada pela rosa (linda!) que me ofertou.


Como sabia que adoro rosas?

rsrs

E também hortências.

E flores de todas as cores!

...


A Renata já respondeu sobre o farol. É lindo!

Olinda é linda !


Muitos beijinhos

manuela baptista disse...

Rê e Linda

amigas de Olinda!

vá lá...levantem-se cedo
metam duas camisolas e um espelho num saquinho

digam adeus aos pães de queijo e aos outros

metam-se num barco

e venham cá jantar

prometo

uma mesa de orquídeas
e um farol a enfeitar!

beijos

Manu

Teresa disse...

Manuela
Já tinha saudades de me perder nas tuas palavras. Como nesses faróis, perdidos entre ondas altaneiras. Sabes que gosto muito de faróis? Sempre os achei simbólicos e misteriosos.
Bjs

manuela baptista disse...

Teresa

olá, companheira de faróis!

têm o simbolismo de um pé no mar e a cabeça a furar as estrelas

beijinhos

Manuela

AnaMar (pseudónimo) disse...

Sakamoto embriaga-me assim estas palavras pura poesia
rente
ao
peito_____________um farol________________refúgio de mim

manuela baptista disse...

AnaMar

no meio de nós um mar

e um farol

obrigada!

um abraço

Manuela