EXPERIMENTAÇÃO

oh she is dancing
-
vago tão vago como indistinto ser
na delicadeza de um gesto acinzentado
gota de aguarela por escrever
voz ténue sopro sublimado
como dança que dança sem saber
se é passo voo ou apenas asa
solto pó de cada fresta de uma porta
da janela aberta ou já fechada

batente de quem bate a madrugada
triste e solitária cadência
desconcertadamente musicada

e de olhos cerrados numa ausência
desdobro-me em tempo consentido
poema desenhado em quase nada
-
-
Esta é uma página distraída das coisas do mar.
-
Manuela Baptista
Estoril, 16 de Fevereiro 2010

28 comentários:

Jaime Latino Ferreira disse...

VAGO


Vago não é vago teu poema
tem do exculpido diadema
a leveza clara de uma jóia
a luz discreta duma clarabóia


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 16 de Fevereiro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

ERRATA


esculpido e não exculpido!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 16 de Fevereiro de 2010

Filomena disse...

Lendo o poema, ouvindo a música e trincando um chocolate, há lá coisa melhor!

Beijos adoçados

manuela baptista disse...

Jaime

esculpido ou exculpido será será sempre uma obra-prima...

Manuela

manuela baptista disse...

Filomena

também quero chocolate!

para ouvir a música e reler o poema e se este é curto, a música é grandita...logo o chocolate...

Onde é que tem andado?
Com o Tim Burton e o Charlie, não?

beijinhos

Manuela

Jaime Latino Ferreira disse...

Olha a Filomena!!!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 16 de Fevereiro de 2010

casos e acasos da vida disse...

Olá Manuela,

Gostei desta tua página distraída!...
Que dás às tuas palavras? Destilam uma brisa suve de néctar dos deuses...

O que é vago, é sempre mais penetrante, porque implica reflexão.

Bjs

Marisa

Canduxa disse...

Manuela,

que muitas páginas distraídas,
saiam
como esta,
com lindos poemas…
sendo este
tão suave,
nada vago.
Senti a dança
maviosa
de uma vida.

Um abraço pelo belo soneto.

Nuance disse...

"página distraída"???
Belo poema.
Ai..., que saudades de dançar..., com e para o MEU par.

Beijinhos Manuela!

manuela baptista disse...

Marisa

como "Contos da Lua Vaga" um belo filme!

Destiladamente

um beijo

Manuela

manuela baptista disse...

Canduxa

eu acho sempre que as pessoas ficam tristes quando não sai uma história.

Enganei-me e ainda bem, porque andar no mar também cansa!

Beijinhos

Manuela

manuela baptista disse...

Fátima

"distraída das coisas do mar..."

Se tem saudades de dançar, venha daí! O Jaime é um bom dançarino e eu empresto-lhe esta dança.

um beijo

Manuela

Linda Simões disse...

Eu quero dançar...

E dançar...

E dançar!

...


Amanhã trabalho e trabalho e trabalho!


Então no sábado eu volto para comer chocolate e...


Dançar!


Me aguardem...


Beijoquinhas a todos

manuela baptista disse...

até sábado, Linda!

o baile começa às 24h em ponto, aceitam-se sapatos que caiam dos pés e abóboras gigantes.

Às 4h, serve-se chocolate quente e pastéis de fazer sonhar.

beijos

Manuela

Graça Pereira disse...

Este é um novo caminho... e não sei de qual gosto mais. Se entraste por aqui distraída, acho que deves continuar... senti a leveza de um ballet ( talvez o Lago dos Cisnes)e a ternura da solidão nas madrugadas cinzentas.
Faço um voto: que te enganes muitas vezes!!!
Gostei da quadra do Jaime!
Parabens, minha querida!
Beijo
Graça

Brancamar disse...

Oh! Manuela,

Se esta é uma página distraída das coisas do mar, o que não será uma página mais atenta?!

Estou deslumbrada, temos poeta e das boas! A menina toca em todas as teclas com o mesmo talento e à vontade com que nós respiramos...não querendo dizer com isto que é fácil. Percebo muito bem que para além da inspitração há aqui muita transpiração,:)
Vou voltar para reler este poema desenhado em quase nada que é TUDO.

Muitos parabéns e beijinhos
Branca

manuela baptista disse...

Graça

há tantos caminhos quanto caminhantes

e o Lago dos Cisnes é dos meus bailados preferidos!

Obrigada pelo estímulo e agora espero enganar-me na saída :)))

beijinhos

Manuela

manuela baptista disse...

Branca

atentamente comovida com as suas palavras

venha e durma sossegadamente aqui com este soneto desenhado...

beijinhos e obrigada!

Manuela

Dulce AC disse...

Desdobro-me agora eu ao ler este poema tão musicado e em tempo tão belo consentido
na delicadeza de um gesto,
escreveu-o Manuela, este poema,
distraídamente..?!
Que bom tê-lo sido...!!

Gostei muito.
Beijinhos.
dulce

notyet disse...

Andei por aqui voando, e não falando no poema, a foto é linda.
Fiquei porém intrigado.
Porquê "she is ..." e não "he ..."
Para mim não é fácil a distinção, basta que voem e esse movimento já por si é dança.

Graça Pires disse...

"gota de aguarela por escrever"
Como uma dança. Como um ritual de amor.
Belo, o poema.
Um beijo.

manuela baptista disse...

Dulce

escrevi-o pensando em leveza
em penas
em danças
em asas

com receio que me dissessem
"apenas as histórias têm graça, vai poemar para outro lado!"

beijinhos

Manuela

manuela baptista disse...

notyet

teremos de perguntar à autora da fotografia, Beatrix...

esta é uma ave das ilhas Providenciales, no Atlântico Norte, talvez aí as aves sejam todas "she".

para mim

apenas quero que dance!

Agradecendo o seu voo,

um abraço

Manuela

manuela baptista disse...

Graça Pires

na ausência sentida

como um ritual de amizade

um beijo

Manuela

walter disse...

Tão bonito Manuela...
quanta delicadeza no sentir, tão suave no desenhar o poema

Passei para lhe dar um beijinho
Vamos ver se entretanto acendo uma fogueira lá no meu Sertão...

manuela baptista disse...

Walter

as fogueiras ateadas com vagar

são as que crepitam e aquecem por mais tempo.

Obrigada pela passagem,
pelas palavras e pela sua sensibilidade

um beijo

Manuela

Por toda minha Vida disse...

Oi Manu.

Já pensou que mundo pequeno, globalizado, a Linda mora em Olinda.

Bom muito bom mesmo. Ela é super legal. Vou marcar um encontro para conversamos.

Levarei você e Graça comigo.

Beijo

Renata

manuela baptista disse...

Renata

a menina dança?

beijos

Manu(ela)