MEMÓRIA

(Maggie Taylor)
-
Sentava-me à sua frente, e dizia:
-Hi, Mac!
Ele respondia:
-I!
Depois dava-lhe uma pancadinha amigável no seu azul petróleo em fundo cinzento e silenciosamente partíamos os dois pelo mundo das palavras.
Ele ultrapassava-me a organizar relatórios e fotografias, eu ensinava-lhe a escrever cartas de amor, crónicas, versos e histórias.
Ele sabia mil maneiras de desenhar letras e nunca se irritou comigo quando eu não entendia as suas sugestões, era paciente, assim uma espécie de paciente inglês.
Não tinha janelas, mas arrumava tudo nas sua gavetas e nós podíamos contar com ele para encontrar um Z no meio de um A.
Imprimia com ternura e os livros que fizemos juntos e que eu ilustrei a lápis de óleo ou pastel são únicos, na sua simplicidade quase artesanal.
Um dia começou a ficar lento nas suas viagens pelos jornais, recusava-se mesmo a abrir alguns e quanto a mails, nem se fala! Não os enviava.
E nestas tarefas, foi substituído por um pc que não entende, nem vai entender nunca a sua linguagem.
Sei, que um dia terá de se ir embora, mas temo que a Odisseia no Espaço que percorremos juntos o tenha marcado demais e a minha memória também se perca nalguma estúpida lixeira.
-Hi, Mac! -digo.
-Shall I dream? -pergunta.
-HAL??
-
-
Esta é uma página virada para dentro, em busca da memória que imprimimos a todas as coisas.
-
Manuela Baptista
Estoril, 5 de Outubro 2009

43 comentários:

Jaime Latino Ferreira disse...

MACKINTOSH


O nosso querido Mackintosh ...!

Igualzinho ao da fotografia, o nosso Hal, está aqui, na mesa ao lado, ainda útil e grande arquivador, olha-me de frente e eu de esguelha para ele, manso, e sabemos que nos sentimos, que temos medo e que não nos dispensamos.

Há sempre momentos em que volto a ele e sempre que volto ao papel ...

Não te farei mal, meu querido e incontornável Mac!

Meu azulão ...


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 5 de Outubro de 2009

Graça Pereira disse...

Manela:
Poderemos alguma vez abandonar os amigos de uma jornada, ainda que lentos e cansados? Penso que não.
Envelhecemos juntos e, como companheiros teremos a coragem de ver a vida do mundo retirar-se lentamente de nós, como uma maré cujo recuo, deixa perceber outros tesouros que as águas cobriam. Rejuvenesceremos nesses momentos e o velho Mac, dir-nos-á:lembras-te?
Um beijo Amigo Graça

. intemporal . paulo . disse...

.

da obra de Maggie Taylor um registo e um aplauso de pé .

. a quem tiro o chapéu .

. curvo.me .

. do texto ,,, um pretexto no assertivo assento onde me sento .

. e penso .

. no acento da sílaba .

. na reciprocidade deste afecto .

uma boa semana, Manuela Baptista

.

Alegria Joie Joy disse...

Bom dia, Manuela.

Adorei seu post, quanto a memória que tenho por vezes alguma coisa vai para lixeira e é deletada.
Como moro em um país organizado e com justiça, ainda estou com sinal mas não sei até quando, tudo aqui no Brasil é assim ninguém sabe muito de nada (risos).

Beijos no casal.

Filomena disse...

Então um Mackintosh?

Mas cá em casa ainda existe( já arrumadito para um cantinho do sótão e que eu acho que é onde o Gaspar escreve os seus diários de gato) existe, dizia eu, um SPECTRUM.

Enfim!

Memórias bem agradáveis



Beijinhos e beijinhos


Filomena

manuela baptista disse...

E agora,

já que cheguei aqui tão atrasada, vou meter todos no mesmo saco

mas um saco bonito de algodão, azul turquesa cheio de flores

depois vou tirá-los um a um, faço uma festinha e solto-os nesta chuvinha de Outono

ao Jaime,meu Azulão

HAL, é o computador do filme "2001: Odisseia no Espaço" e é a abreviatura de HAL 9000 (Heuristically programmed ALgorithmic), voz de Douglas Rain, que nunca mais se livrou deste personagem. Kubrick tem destas coisas...

à Graça

que não deixa para trás companheiros de jornada, nem outros tesouros!

ao Paulo

que tira o chapéu a Maggie Taylor
que neste caso específico, já nem cabeça tem

mas vá lá,
deixa-me um afecto
que é sempre melhor que um tecto!

à Alegria

que conseguiu meter a cabeça num "passepartout" e fazer uma foto de vanguarda

à, ó Filomena

francamente
o iMac ainda se ri do SPECTRUM, está cansado, mas a trabalhar imagens é muito bom

o Gaspar se o visse, não escrevia os diários. Filmava-os!

Obrigada

por terem entrado nesta memória

beijos

Manuela Baptista

manuela baptista disse...

Cibele

seja bem vinda!

Manuela Baptista

Graça Pereira disse...

Só passei para te deixar um beijo de boa noite. Já estou como a canção:! I
just called to say I ...." Graça

Graça Pereira disse...

Só passei para te deixar um beijo de boa noite. Já estou como a canção:! I
just called to say I ...." Graça

manuela baptista disse...

Graça, ao quadrado

Boa noite para si também!

Um beijo

Manuela Baptista

Linda Simões disse...

...E eu que estou com um pc que teimo em conservar,enquanto os filhotes usam o note...Ai,ai...

...E ainda tenho a máquina de escrever,companheira da adolescencia! rsrsrs


...


Beijinhos nostálgicos

manuela baptista disse...

Linda

por aqui(perdida?),ainda existe uma velha máquina de escrever do Jaime.

Daí a sua fidelidade ao tipo de letra "courier", já tinha reparado?

Um beijo

Manuela Baptista

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


Só para dizer que a minha fidelidade ao tipo de letra courier tem a ver com o correio postal que conservo como uma das vias mais seguras de fazer chegar um documento ao destinatário com um mínimo de intrusões ou fugas de informação!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 6 de Outubro de 2009

manuela baptista disse...

AHHHHH!

MB

Graça Pires disse...

Comovente esta história de uma memória de afectos.
Um beijo.

Fernando Christófaro Salgado disse...

Olá Manuela,

Para esclarecer-lhe quanto aos selos, vou copiar o comentário que minha amiga Valerie, do blog Pensando Bem, deixou para mim:
"Considero os selos, não como um prêmio, pelo qual muitas vezes não merecemos.
Mas sim uma expressão de amizade, fraternidade e união entre os chamados 'blogueiros'. E por que não?
Atualmente, qualquer esforço no sentido de resgatar valores de amizade, respeito e consideração entre as pessoas, é válido, em especial na Internet, quase sempre um terreno de relações tão frias e impessoais."

Abraços,

Fernando.

manuela baptista disse...

Graça Pires

Um beijo, com afecto

Manuela Baptista

manuela baptista disse...

Fernando

Claro que os selos são tão válidos como outra coisa qualquer, desde que as intenções sejam as melhores,facto sobre o qual não tenho a mínima dúvida!

Eu prefiro apenas, uma palavra em vez de um selo, o que também torna as relações neste universo, menos frias e impessoais.

Um abraço

Manuela Baptista

ron disse...

O mundo das palavras vãs..
Os pés pela cabeça e a viagem circular impensável com o mar defunto.
É a memória do azul no preto que deixa as fotos a tremer enquanto os negativos tentam saltar fora.
Sem amor as 1001 noites são treva e pesadelo e os raios do trovão assustados fogem para as montanhas.
As letras baralhadas pensam estar mal dos olhos e os óculos também lhes assentam mal. Não se sabe ainda donde vem a confusão. Espero tenha momentos lúcidos e se acerte para não se perder na tal lixeira. O que é triste e as lixeiras tb já estão saturadas e a saturar o ambiente.

Texto claro escuro mas bem pensado. Calma que isto vai.
Por toda a parte a surdez é essência. O melhor é tocar um néscafé.
Abraço

Benó disse...

É dificil separarmo-nos, (mesmo duma máquina),de algo em que tocamos todos os dias e com quem partilhamos risadas e afectos.

Mariana disse...

Vim agradecr a tua visita e adorei conhecer o teu blog.
Sou tua seguidora ,para sempre visitar-te.
beijo e um grande abraço.

mariabesuga disse...

Da primeira passagem por aqui sobra o pasmo...

Agora vou por aí abaixo a ler as páginas seguintes. As anteriores, aliás...

Ficam abraços...

manuela baptista disse...

Stalker

a confusão talvez esteja em si!

Manuela Baptista

manuela baptista disse...

Benó

Obrigada por ter passado por aqui

Um abraço

Manuela Baptista

manuela baptista disse...

Mariana e Maria Besuga

É bom ouvir as vossas palavras.

sejam benm vindas!

Manuela Baptista

manuela baptista disse...

à Maria Besuga

peregrina

um beijo

Manuela Baptista

Graça Pereira disse...

Manela:
Ontem, não falei ( ou escrevi???) contigo. Ando mal dos meus ossos ( é em casa de ferreiro espeto de pau...) vou sair agora para fazer um exame aos ombros...Estou a pensar seriamente em fazer um inventário aos mesmos, não vá, às duas por três, faltar-me algum !!!
Deixo-te um beijo Amigo Graça

Tentativas Poemáticas disse...

Querida amiga

Muito obrigado pelas pinceladas de luz e cor que teve a gentileza de deixar no POUDRE D' OR.

Abraço forte
António

Graça Pereira disse...

Manela:
Parece-me que os ossos estão no lugar...com alguma artrose, própria de quem é jovem mas...não há-de ser nada, como diz o outro!!
Venho desejar-te uma boa noite, com sonhos felizes... Eu, ás vezes tenho pesadelos com almas penadas que andam no mundo a atormentar os outros...mas também isto, há-de passar, como passa tudo na vida!
Um beijo. Graça

Jaime Latino Ferreira disse...

GRAÇA PEREIRA


Minha Amiga,

Desculpe-me intrometer-me mas, até aqui, por vezes e sinuosamente, há almas penadas que se intrometem ao barulho ...!

Como escreve, não se atormente que há-de passar!

Um beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 9 de Outubro de 2009

Alegria Joie Joy disse...

Bom dia, Manuela, Jaime e Mac.

Voltei, estou feliz por isso.

Renata

manuela baptista disse...

Graça, Jaime e Alegria

Eu também voltei e estou feliz por isso!

Com os ossos bem no lugar, um bom dia para todos!

Manuela Baptista

manuela baptista disse...

Ao António

um abraço

Manuela Baptista

Graça Pereira disse...

Manela:
Se estás feliz...eu tambem estou!
Sabes de que precisamos? De desafios!
E nós somos lá mulheres de voltar costas aos desafios? Mesmo com os ossos inventariados, o caminho... faz-se andando... ao pé cochinho, de bengala, o que importa, é não parar! Ganha-se ferrugem! E depois, temos a nossa Alegria que ilumina as nossas vidas e o Jaime (um beijo) amigo, que é assim uma espécie de anjo da guarda.
Sonhos felizes para todos e um beijo.
Graça

Jaime Latino Ferreira disse...

GRAÇA PEREIRA


Minha Querida,

Não exagere, anjo da guarda é que não sou!!!


Beijinhos


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 9 de Outubro de 2009

manuela baptista disse...

Desafiando

o fim de semana que entrou por aqui dentro

um beijo à Graça

pela sua graça sobre o anjo da guarda e um beijo ao próprio anjo

Manuela Baptista

Linda Simões disse...

Manuela,o fim de semana promete!


Um beijinho carinhoso,de sábado,com cara de domingo!


rsrsrs

Alegria Joie Joy disse...

Bom dia, Manuela.

Já fui a casa de Graça tomar um café, e agora vim aqui para te visitar e tomar uma água (risos), não esqueça de colocar as flores que peguei na casa de Graça em um lindo vaso.

Beijos e cada dia mais doida, agora levo flores para ti e Jaime (risos).

Renata

manuela baptista disse...

Minhas queridas Linda e Alegria

Ando por aqui a inventar uma história, mas as ideias são tantas que apenas consigo complicar...

Um ramo de flores para cada uma (ou um vaso?)

beijos

Manuela Baptista

Jaime Latino Ferreira disse...

RENATA VASCONCELLOS


Querida,

Obrigado pelas flores, uma flor de beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 10 de Outubro de 2009

Maria Emília disse...

O que fica mesmo, é o que lembramos, depois de termos esquecido tudo aquilo que aprendemos.
Um beijinho,
Maria Emília

manuela baptista disse...

Maria Emília

Um beijinho

Manuela Baptista

Fabiana disse...

Gostei...rsrs

bjokas, menina!