estranho singular

-
as casas estranhas são as estranhas casas
desenhadas com o pensamento
as varandas trocadas os telhados de águas tantas
perdidos nas chaminés
janelas de quatro pés que parecem ganhar asas
se por elas passa o vento
tão soprado tão dormente de segredos escondidos
nos quartos e nas gavetas
.
nas cúpulas e nas mansardas nas portadas abertas
há sempre um pano de pó
que faz agitar o tempo e uma menina escondida
na varanda mais comprida
veste um vestido de seda macia como uma flor
um amor um tambor que acorda a noite escura
chamamento de alguém triste
com medo da solidão
.
ignorando o espaço marcado entre a areia e o torreão
solta-se um grito aflito
na maré baixa o mar cada vez mais perto
os navios que carregam as cargas que ninguém quer
teimosos como gaivotas esfomeadas
.
estonteadas de sal de pérolas perdidas de coral
de correntes que as soltam longe e perto
e brilham como as estrelas candentes incandescentes
e as casas estranhas em carícias bem amadas
abrem a boca de espanto
-
demi lune
-
singular é uma porta que range dentro do coração
-
(os desenhos são meus, as casas não)
-
Manuela Baptista
Estoril, 8 de Abril 2010

38 comentários:

Teresa disse...

Casas singulares. Reconheço a segunda, de passar na Marginal. Às vezes os objectos rangem dentro da nossa alma. Ou cantam.
Bjs

direitinho disse...

Desenha lindamente.
O poema é um pouco intrigante e as palavras não definem as coisas directamente.
Parece que é como diz :
Desenhos com o pensamento e daí desenha conforme pensa e de todos os pensamentos saem lindas construções.

walter disse...

Ah... eu sabia!

Eu tinha certeza absoluta, que iria ver aqui "aquelas tais casinhas estranhas":))

São lindos os desenhos, eles reflectem a sua alma sonhadora, o seu espirito livre...

O poema é absolutamente inspirador...
Saio daqui destas casas pela chaminé, absolutamente radiante pelo mundo singularmente estranho que encontrei dentro delas e fora delas...

Tão lindo, tão lindo, tão lindo!

Só meu beijo não é estranho...

Walter

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


Range a porta
abre o vento
e na circular do tempo
reinvento


Bravo!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 8 de Abril de 2010

manuela baptista disse...

Teresa

as outras também lá estão na Marginal, um pouco mais à frente quase em Cascais, mas desconstruídas e misturadas.

às vezes cantam

beijos

Manuela

manuela baptista disse...

Luís

o poema é tão intrigante mesmo...e se eu lhe disser que é um soneto tão mal feito que o computador não lhe reconhece a métrica?

obrigada pelas lindas construções

um abraço

Manuela

manuela baptista disse...

Walter

espere aí! não saia já pela chaminé

que eu tenho de lhe ensinar o caminho...estas casas têm segredos e portas, que se abrem e fecham sem ninguém ver!

Mas o que eu queria mesmo era desenhar o palácio da Pena, até porque o nome é lindo...

um beijo

Manuela

manuela baptista disse...

Jaime

reinventa sim!

que fazes sonetos menos estranhos do que os meus...

Manuela

Brancamar disse...

Olá Manuela,

Temos uma contadora de Histórias, que promete best-sellers, temos poetisa, temos pintora de meninos que expressam ternura e cumplicidades, enquanto se banham no mar e agora temos uma desenhadora de casinhas, desenhadas com o pensamento, pensamento que voa sempre por mundos encantados e secretos, por aventuras com coração.

Este é um lugar que promete constantes surpresas!

Fez-me sonhar ao falar no Palácio da Pena, já não o visito desde a juventude, os meus pais faziam questão de mostrar às duas filhas todos os cantinhos do país e que boas recordações eu tenho desses tempos...de viagens com afectos. Um dia destes sou capaz de lhe mandar umas fotos desses tempos, algumas feitas aí mesmo, quase à sua porta. Ando há algum tempo a pensar voltar ao Palácio da Pena, um dia destes, mas enquanto não volto fico a sonhar com o seu desenho,:)

Mas, o que eu adoro mesmo são as zonas piscatórias deste cantinho à beira mar plantado, mas isso são outras histórias, outras casinhas...outras portas que me fazem ranger o coração...de ternura.

Apesar de tudo, gosto tanto deste país, de lés a lés e de todas as suas casas, estranhas ou não...!

Beijinhos
Branca

Linda Simões disse...

E tu sabes desenhar!


Casas singulares.Bonitas...


Gostei também,viajei...



Beijoquinhas,ao som de Maria Bethania

Por toda minha Vida disse...

Manu

Talvez passe um tempo em uma dessas casas com o telhado de quatro quedas, ou ficarei na ultima torre a observar as outras casas cheias de pluralidades. Se algumas estão escondidas em Cascais então meu pai e avós com certeza abriram uma porta que range ou uma janela de arestas.

Beijo, lindo como sempre também com um coração bom como o seu tudo é desenho e poesia.

Renata

manuela baptista disse...

Branca

o palácio da Pena está agora mais bonito, bem pintado e recuperado. É dos palácios de que eu mais gosto, pequeno e louco!

Este que eu desenhei, é o castelo do Tamariz visto pelos olhos da artista :))...

Barquinhos também tenho muitos mas ainda estão escondidos e é aí que eu também gosto de navegar!

beijinhos

Manuela

manuela baptista disse...

Linda, ao som de Maria Betânia

para viajar

basta acreditar!

beijinhos

Manuela

manuela baptista disse...

Renata

em cada pedra destas casas está um bocadinho de ti

porque as raízes que nos fazem crescer, passam também por aqui!
(Cascais e Estoril)

e as férias?

obrigada, docinha, pelas palavras bonitas!

um beijo

Manuela

Dulce AC disse...

"estranho singular"

Manuela..Olá!

estranhos singulares...somos também nós, enquanto reflexo nas casas sobretudo do que somos ...

Palavras, casas estranhas em carícias bem amadas abrem a boca, também de espanto pela música
belíssima que ainda agora aqui ouvi...

Muitos beijinhos de desejos de bom fim de semana...

dulce ac

Filomena disse...

Gostei da imagem das janelas ganharem asas com o vento. É bonita


Beijíssimos

manuela baptista disse...

Dulce

então? não vejo aqui o seu avatar, só no perfil e está baril!

uma casa cheia de abraços para si

Manuela

manuela baptista disse...

Filomena

e aqui, está uma caloraça!parece Verão!

se as janelas ganhassem mesmo, asas com o vento, era tão bom...

bom fim de semana (antes de enfrentar as crianças entupidas de chocolates)

beijinhos

Manuela

manuela baptista disse...

ah!

beijíssimos! Filomena!

Manuela

alegria de viver disse...

Olá querida
Suas casas estão lindas, eu gosto deste tipo de desenho, e você desenha muito bem, também fico feliz que não desenhou predios, gosto de construções antigas.
Seu texto é maravilhoso tem cara de poema, daqueles que precisamos para declamar em voz alta. Sua alma de artista nos proporciona beleza em dobro.
Com muito carinho BJS.

Dulce AC disse...

Manuela..
esqueci-me de Lhe dizer escrevendo que adorei os Seus desenhos...estão maravilhosos de tão perfeitos...até aqui nos implica no desenhar de casas...

E só não vê aí o meu "avatar" por não ter ainda descoberto como fazê-lo aparecer...

Beijinhos e abraços grandes...!

manuela baptista disse...

Rufina

eu também gosto de casas antigas e até moro numa...

às vezes mete um pouco de água, mas conta-me outras histórias e tem História!

beijinhos e obrigada pelas palavras

Manuela

manuela baptista disse...

Dulce

estão se implica, vamos lá fazer um grande e belo desenho!

pois é, os perfis têm destas coisas...

beijinhos

Manuela

Graça Pereira disse...

Manela
O outro perguntava: O que mais me irá acontecer??
Eu pergunto: Que mais irei ver aqui?
Desenhos perfeitos de casas estranhas desenhadas com o pensamento... poema singular com palavras trocadas em novo alinhamento...
Um conto num saco de viagem a abarrotar de memórias...
E eu, saindo pela chaminé, de
mansinho estonteada com as tuas histórias...
Beijos espantados!
Graça

Canduxa disse...

Manuela,

Sinto que estas casas,
desenhadas com o pensamento
ganharam vida quando lhes colocou
um lindo coração.
O sorriso que vejo nas janelas,
o mar que se espraia diante delas,
a porta que se abre para as estrelas
dá-me vontade de aqui ficar...

....vou devagarinho para não acordar...quero continuar a sonhar.

parabéns por tanta criatividade.

beijinhos

manuela baptista disse...

Graça Pereira

de dentro do saco pode ainda sair uma bicicleta voadora, uma pomba branca e um elefante azul!

Todos espantados e iluminados por este sol de Verão!

beijinhos

Manuela

manuela baptista disse...

Canduxa

pode ficar com a sala do torreão, lá em cima, de onde se avista mais mar!

um beijinho, do coração

Manuela

Cris Tarcia disse...

Olá, lembrei da casa da minha avó em Santa Luzia, era tudo estranho, cheio de misterios e encantos.

Beijos

*Lisa_B* disse...

Querida amiga :-) olá
andamos algo afastados do computador é que...ele teve de regressar ao dentista ihihih.
Parece incrível mas com 3 computadores em casa (antigos)e nenhum funciona bem, nem com ida ao dentista ihihi.
Isto de usar windows vista com programas que funcionam no XP tem que se lhe diga...mudei para o wind7 (novo) e começaram os problemas de conflito com outros programas e impressora antiga que não reconhecem nada destas novidades ehehe.
Temos andado a pintar intensivamente... e nos treinos com este bom tempo... embora venha a lamentar certas atitudes ali tomadas depois que receberam a anuidade total que me pediram em Dez. Depois falarei sobre isso um dia...

Que lindo texto e belo desenho de casas estranhas ? São lindas como a pessoa que as desenhou...

Adoramos ler tudo que escreve e o sentimento que nutrimos é forte de amizade sincera...extenso ao lindo Jaime.

Por hoje ficam muitos beijinhos de saudades...espero em breve poder colocar fotos dos trabalhos do Bruno e dos meus.

Saliento que algumas caixinhas e pratos do Bruno já foram vendidos sem ter tido oportunidade de os fotografar :-( mas o mais importante foi receber a valorização do seu empenho e gastos. Ele já está a fazer mais a ver se desta a máquina digital aceita ser reinstalada num software diferente ...ihihi até pareço uma principiante em informática mas a verdade é que não estava preparada para que tudo por cá avariasse embora as estatísticas do Bruno apontassem o inicio de cada ano como catastrófico para as maquinarias de casa e assim foi...mais um ano em "cheio".
Haja saúde ! :-)

Beijinhos com carinho e aquele a.m especial do Bruno.

sideny disse...

Ola Manuela

A historia esta linda, mas os desenhos estao muito bons.

Obrigado, e adorei ver as flores la no seu sitio.

Ainda bem que gostou.

beijinhos

manuela baptista disse...

Cris Tarcia

Santa Luzia, Minas Gerais?

ou aqui em Portugal?

mas quando é estranho, que importância tem onde fica, não é?

beijinhos

Manuela

manuela baptista disse...

Lisa

nós também temos o Windows Vista, de quem toda a gente diz mal... até agora não tivemos problemas...

estamos ansiosos por ver os trabalhos do Bruno e ler as histórias do comboio!

Ah! já se esqueceram?

beijos e que não se estrague mais nada aí em casa!

Manuela

manuela baptista disse...

Sideny

obrigada pelas palavras!

As flores da terra também gostam do fundo do mar...

beijos

Manuela

*Lisa_B* disse...

Manuela linda,
pois o nosso windos é o sete ou seja novo e entra em conflito com as antigas cositas como impressora, digitalizador que coitados são antigos e não têm culpa certamente das coisas irem mudando...
O monitor partiu a segurança e agora fecha-se ao menor gesto ou então cai para trás e pimba apaga-se tudo :-( tá a pedir a reforma mas eu ainda não lha posso dar.

Espero realmente que mais nada avarie mas infelizmente pior que avarias é a saúde de dois tios que tenho em França um com AVC outro embolia pulmonar:-( a minha mãe já partiu para ajudar e dar apoio no que precisarem embora nem fale patavina de francês, mas eu não posso ir na vez dela por causa do Bruno.
Fiquei de repente com tudo às costas e nem sei os cantos das coisas mas lá terei de me desenrascar por cá o que não souber ficará por fazer.

Penso que este ano é algo catastrófico por todo o Mundo e em todas as coisas...aqui vai do muito bom ao muito mau num ápice.

O Bruno tem imensas coisas escritas os cap do comboio e outras coisas mas eu ando com pouco tempo de editar e vou adiando.

Ele tem feito trabalhos lindos e espero agora em breve conseguir fotografar alguns para que vejam como ele se empenha :-)

Aguardo também ainda a decisão de uma junta de freguesia quanto ao projecto que lhes apresentei para o meu futuro e do Bruno...penso que me dirão em breve qualquer coisa pois já me chamaram para certas dúvidas.

Beijinhos com carinho e aquele a.m especial do Bruno

. intemporal . disse...

.

. bel.íssimos desenhos que vêem mesmo a propósito para o pedido formal de desculpas que pretendo deixar aqui hoje .

. tenho andado mais arredado do que o habitual, pois estou mesmo a mudar de casa .

. que não sendo estranha é de facto bel.íssima .

. quando estiver total.mente pronta, convido.A [tão somente ou a.penas na companhia do Jaime, ah pois é] para virem "ambos os dois" lanchar comigo .

. ao fundo tenho um rio que vai ter direitinho ao Seu mar, Manuela .

.

. mais uma semanita e penso voltar à minha humilde vidita de blogueiro "peixorrento" .

.

. até lá,,, um beijo total .

. e um total abraço ao Jaime .

.

. uma boa semana, .

.

. paulo .

.

Jaime Latino Ferreira disse...

. INTEMPORAL .


Paulo,

Muito obrigado pelo convite que não regatearei.

Um abraço e boas mudanças


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 12 de Abril de 2010

manuela baptista disse...

Lisa

pois é os computadores avariam-se e, se pudermos, substituem-se! Agora, as pessoas de quem gostamos são insubstituíveis.

Força para tudo isso e só espero que a junta de freguesia tenha a esperteza suficiente para aproveitar o vosso potencial, que será uma mais valia para a dita freguesia e direi mesmo Concelho!

E quanto aos capítulos da história do comboio do Bruno, temos tempo para os ler.

beijos e a.m.

Manuela

manuela baptista disse...

Oh! Paulo!

e é lá preciso pedir desculpas!

e agora parafraseando alguém

"que eu saiba, aqui está em sua casa,,, há muito que me mudei para a arrecadação..."

...eu hoje achei o mar diferente

agora já sei! era o seu rio!

um beijo total

Manuela

p.s. ambos os dois estão derretidos para o lanche :)))